sábado, 7 de abril de 2012

Vigor


É juventude, após um longo período estou de volta.
Passei um período no estaleiro. Desenganado. Achei
que não voltava. Me despedi do meu bichinho. Escrevendo
assim as palavras não parecem tão fortes, bombadas, mas
simplesmente achei que minha hora havia chegado. Veja bem,
já estava eu lá pedindo uma tanquila partida e o  mal estar
permanecia. Como posso planejar uma partida serena se com
este mal estar nada fica bom? Não é para ser  assim. O bem
estar tem que me levitar. Foi quando percebi o perceptível.
Não vou embora, não devo ir embora e não quero me ir.
Indelével. Vou ficar mais um pouco. Lutando. Prevalescendo.
Nem tão firme, nem tão forte. Vivido. Indelével.

15 comentários:

Fábio disse...

Isso aí cara, siga adiante.
Uma pergunta, já leu algo sobre o ciclista Lance Armstrong? Se não leu te sugiro pesquisar e ver sobre o que ele passou o que fez depois de se curar.
Abraço!

Adriana Baltar disse...

Se a gente tem ainda força para lutar, lutaremos!
Grande beijo!

Pri Ignacio disse...

Força de Hulk pra vc! Herói vc já é. bjosss

meirecristina disse...

Claudinho.
Não fui te visitar. Não fui na sua festa. Não fui no seu enterro. Não vou na sua reza. Você não era chegado a mim. Eu não era chegada a você. Era uma coisa de empatia. Não rolava e pronto. Não me sentia bem quando você estava por perto. Me intimidava. Simples assim: coisa de santo, sabe? Namoramos? Transamos? E ai? Você foi só mais um. Eu fui só mais uma. E a gente sempre se esbarrava por ai. Você, por mais que me incomodasse nunca deixou de existir. Mesmo bem de longe, mas não tão longe assim, acompanhei sua doença e a sua luta. Te lia sempre. Queria me aproximar mas tive medo da sua reação. Relacionamento negativo. Pensamento positivo. Mesmo sem ter ido a tua festa e nem te visitar, desejei sua cura. Queria te encontrar de novo com aquele seu ar arrogante de sempre, Sinto muito pela sua partida. Sinto muito por tudo o que você não vai mais conseguir realizar. Sinto ter tido medo de me aproximar. Nem no seu enterro eu tive coragem de ir. Vim trabalhar. E aqui estou: na frente do computador, lendo seu blog, pensando em você. Em alguns momentos, como neste exato cai uma lagrima ou outra. No fundo acho que a forma que encontramos de nos relacionar foi negativa mas percebo que sempre tive carinho por você. E não espero que você tenha tido por mim. Não vou na sua reza. Arrogantemente digo: tenho mais o que fazer. Mas a verdade é que não preciso disso para rezar por você Certamente, a minha reza é diferente.
Sinto muito. Muitíssimo.

DIGITAL-INFERNO XV disse...

Descanse em paz..nao tenho muito o que dizer, lia seu blog de vez em quando uma vez vc escreveu no meu..não nos conheciamos..mas descanse em paz meu amigo, ao som de If i Die tomorrow do Motley Crue que eu sei que vc gostava..

karuna disse...

Porra, Meire, que texto bonito... corajoso... sincero.... Não conheci Cláudio, mas se ele tinha esse mínimo seu, deve ter sido um cara arrogante legal...

Descobri agora, pelo Lord, sobre a passagem dele... que vá em paz e que, principalmente, quem ele deixou por aqui FIQUEM EM PAZ....

Como diz a frase... Quem sofre é quem fica... :(

R.I.P. Cláudio

Kahuna

Junior disse...

Frequentei seu blog e tirei algumas lições sobre a vida, vendo por sua ótica. Arrogante as vezes, sincero em outras. As vezes a verdade dói, mas é o melhor remédio. É caindo que se levanta.
Fique em Paz.

SUBVERSIVA UNDERGROUND disse...

Não te conhecia pessoalmente, mas gostava de ler os teus textos!!

R.I.P. Cláudio

blackbird disse...

Daqui nada se leva, o importante é deixar algo de real valor!
Não vou mais poder encontrar as novidades que o Claudio escrevia por aqui, mas vou continuar passando para refrescar as ideias que eu tanto gosto de ler.
Fique em paz Xará, sua luta acabou, suas palavras não...
Meus sinceros sentimentos aos familiares e amigos proximos.

Big Jack disse...

R.I.P bro

latao disse...

Descanse em paz amigo, não te conheci mas li o bastante que você escreveu para saber que você era uma pessoa do bem.

Que os Deuses te acompanhe.

Latão

HARLYSTAS - RIO GRANDE DO SUL disse...

Grande Claudinho,

Te acompanhamos durante algum tempo... tive a grata oportunidade de conversar contigo uma unica vez... pena deveria ter te ligado outras vezes... estara sempre presente minhas reflxoes... algum dia rodaremos juntos !

Rei

Venon Motorcycles disse...

lia seu blog sempre que tinha um tempo, rezei para que se curase dessa doença,descanse em paz e que sua harley desbrave as estradas do ceu agora, valeu

Pinkovai disse...

R.I.P

Ainda tem muitas estradas a serem rodadas.

Pedrão disse...

É parceiro... e já se vão 2 anos de sua última postagem. Aliás, de vez em quando volto aqui para ler.

Nem sei porque estou escrevendo...